TURBULÊNCIA

A manifestação física do fenómeno turbulento compreende três fases: um fluxo laminar, uma ponte de separação e uma subsequente turbulência que se cria. Não muito diferente é a forma como a turbulência se manifesta nas nossas vidas. A vivência física e emocional de distúrbios imprimem alterações de fundo no ser humano. Estas dinâmicas turbulentas que nos tiram do fluxo quotidiano, são fenómenos de cariz imprevisível e geradores de caos e instabilidade na teia social em que vivemos e que nos fazem reavaliar ou questionar as normas vigentes.  …

Não seria capaz de ter um desejo, uma esperança, uma coisa qualquer que representasse um movimento, não já da vontade do meu ser completo, mas até, se assim posso dizer, da vontade parcial e própria de cada elemento em que sou decomponível.

Fernando Pessoa - excerto do texto 44 do Livro do Desassossego

coreografia - António Cabrita, Henriett Ventura, São Castro e Xavier Carmo | interpretação - Irina Oliveira, Catarina Grilo, Ricardo Limão, António Cabrita, Henriett Ventura, São Castro, Xavier Carmo | música - Thomas Köner, Richard Skelton, Steve Roden, Oren Ambarchi, Machinefabriek e Piiptsjilling· | sonoplastia - São Castro |  figurinos - José António Tenente | desenho de luz - Nuno Meira | vídeo - Pedro Senna Nunes | Figurinos executados no atelier da CNB sob orientação da Mestra Paula Marinho

WEBSITE  PROGRAMAÇÃO E DESIGN : ANTONIO CABRITA            FOTOGRAFIAS : SUSANA PEREIRA | CARLOS PERIRA | K. DILGER | AUGUSTO CABRITA | PATRICE ALMEIDA | RUI APOLINÁRIO